A FAMÍLIA NO CUIDADO AOS SEUS IDOSOS: GESTÃO DA SOBRECARGA E ESTRATÉGIAS PARA ENFRENTAR DIFICULDADES
THE FAMILY IN CARE FOR THE ELDERLY: MANAGING THE OVERLOAD AND COPING WITH DIFFICULTIE

Lisete Mendes Mónico, Joana Rita André Custódio, António Antunes Frazão, Pedro Parreira, Ana Ramos, Sara Correia, César Fonseca

Resumo


Introdução: A família é considerada o principal pilar de apoio ao idoso em situação de dependência. A prestação de cuidados resulta frequentemente em sobrecarga, originando problemas de ordem diversa. Objetivo: Pretende-se avaliar a autoperceção da sobrecarga do familiar cuidador e as estratégias utilizadas na prestação de cuidados informais aos idosos dependentes em função do grau de dependência destes. Método: A amostra é constituída por 21 filhos, 16 cônjuges, e nove outros familiares de idosos dependentes que responderam à Escala de Sobrecarga do Cuidador (Sequeira, 2007), à versão portuguesa do Caregivers’ Assessment Management Index (CAMI; Nolan, Keady, & Grant, 1995) e ao Índice de Barthel (Mahoney & Barthel, 1965). Resultados: O Índice de Barthel indicou 34.8% dos idosos como severamente dependentes e 37.0% como totalmente dependentes. Os cuidados mais prestados respeitaram à medica- ção, higiene, alimentação e acompanhamento. Cerca de 56.5% dos cuidadores apresentaram uma sobrecarga intensa, tanto aos níveis objetivo (F1-Impacto da prestação de cuidados e F2-Relação interpessoal) quanto subjetivo (F3-Expectativas face ao cuidar e F4-Perceção da autoeficácia). O principal motivo de se manterem cuidadores respeitou à obrigação familiar/ pessoal (95.7%). Os cuidadores autoavaliaram de forma razoável a eficácia das suas estraté- gias em lidar com os seus idosos dependentes (CAMI; M = 101.0, DP = 15.0). Verificou-se uma relação negativa entre a perceção de sobrecarga do cuidador e a idade e o estado de saúde do idoso, bem como entre o número de estratégias utilizadas pelo cuidador para superar dificuldades e a autoperceção da sobrecarga. Conclusões: A multiplicidade de tarefas a serem diariamente executadas em apoio a um familiar em situação de dependência severa traduz-se em níveis de sobrecarga intensa, impactando negativamente na prestação de cuidados, na relação interpessoal, nas expectati- vas face ao cuidar e na perceção da autoeficácia dos cuidados prestados. Palavras-chave: Familiar cuidador; cuidador informal; idoso Dependente; sobrecarga; es- tratégias de coping

Abstract

 Introduction: Family is considered the main support of the elderly in a situation of depen- dency. Caregiving often results in overloading, leading to diverse problems. Aim: To evaluate the self-perception of the family caregiver’s overload and the strategies used to provide informal care to the dependent elderly considering their level of depen- dence. Method: The sample consisted of 21 children, 16 spouses, and nine other relatives of el- derly dependents who responded to the Caregiver’s Overload Scale (Sequeira, 2007), the Portuguese version of Caregivers’ Assessment Management Index (CAMI, Nolan, Keady, & Grant, 1995) and the Barthel Index (Mahoney & Barthel, 1965). Results: The Barthel Index showed 34.8% of the elderly as severely dependent and 37.0% as totally dependent. The care most provided respected to medication, hygiene, food, and monitoring. Above 56.5% of the caregivers had an intense overload, both at the objective (impact of care and interpersonal relationship) and subjective (F3-Expectations regarding care and F4-Perceived self-efficacy) levels. The main reason for maintaining caregivers was family/personal obligation (95.7%). Caregivers reasonably assessed the effectiveness of their strategies in dealing with their dependent elderly (CAMI; M = 101.0, SD = 15.0). There was a negative relationship between the perception of the caregiver’s overload and the age and health status of the elderly, as well as between the number of strategies used by the caregiver to overcome difficulties and the self-perception of the overload. Conclusion: The multiplicity of daily tasks performed in support of a family member in a situation of severe dependence translates into situations of intense overload, negatively impacting on care, interpersonal relationship, expectations regarding caring, and perception of self-efficacy of care. Keywords: Family caregiver; informal caregiver; dependent elderly; overload; coping strategies.

 


Texto Completo:

PDF (Pt) PDF (En)


DOI: http://dx.doi.org/10.24902/r.riase.2017.3(2).982

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2183-6663

REVISTA INDEXADA: DOAJ| Directory of Open Access Journals