NÍVEIS DE ATIVIDADE FÍSICA E APTIDÃO FUNCIONAL EM IDOSOS DA REGIÃO DO ALENTEJO, PORTUGAL
PHYSICAL ACTIVITY LEVELS AND FUNCTIONAL FITNESS IN OLDER ADULTS IN THE ALENTEJO REGION, PORTUGAL

Jorge Duarte Bravo, Guilherme Raquel, Hugo Miguel Folgado, Armando Manuel Raimundo

Resumo


Objetivo: O objetivo deste estudo foi relacionar os níveis de atividade física, quantificados através de acelerometria, com o nível de aptidão funcional em idosos da região do Alentejo, Portugal. Métodos: Foram avaliados 55 homens e 100 mulheres, com 65 anos ou mais, para a intensidade da atividade física diária através de acelerómetros e para aptidão funcional através da bateria Senior Fitness Test. Foram analisadas as associações entre a aptidão funcional e o tempo passado em atividade física a diferentes intensidades. Resultados: Foram encontradas associações negativas entre o tempo de atividade sedentária e a resistência aeróbia, a flexibilidade do trem superior e a agilidade. Por outro lado, o tempo de atividade física leve e moderada apresentaram uma associação positiva com a força, a flexibilidade do trem superior, a agilidade e a resistência aeróbia, tanto nos dias de semana como nos dias de fim-de-semana. Resultados semelhantes foram encontrados para o tempo passado em atividade física moderada. Conclusões: Os idosos mais ativos apresentam melhor aptidão funcional. Os resultados deste estudo reforçam a importância de promover a atividade física e reduzir os comportamentos sedentários para melhorar a aptidão funcional e a autonomia nos idosos. Descritores: Envelhecimento; Aptidão física; Atividade física; Acelerometria

Abstract

 Objective: This study aims to study the relationship between physical activity levels, mea- sured with accelerometry, and functional fitness in older adults in the Alentejo region, Portugal. Methods: Fifty-five men and 100 women, aged 65 years and over, were evaluated for the intensity of daily physical activity with accelerometers and for functional fitness with the Senior Fitness Test battery. The associations between functional fitness and time spent in physical activity at different intensities were analyzed. Results: Negative associations were found between sedentary activity time and aerobic endurance, upper-body flexibility and agility. On the other hand, mild and moderate phys- ical activity time showed a positive association with strength, upper-body flexibility, agili- ty and aerobic endurance, both on weekdays and on weekends. Similar results were found for the time spent in moderate physical activity. Conclusions: More active older adults exhibit better functional fitness. The results of this study reinforce the importance of promoting physical activity and reducing sedentary be- haviors to improve functional fitness and autonomy in the elderly. Descriptors: Aging; physical fitness; physical activity; accelerometry. 


Texto Completo:

PDF (Pt) PDF (En)


DOI: http://dx.doi.org/10.24902/r.riase.2017.3(2).955

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2183-6663

REVISTA INDEXADA: DOAJ| Directory of Open Access Journals